Sacramento do Matrimônio

PDF
Imprimir
E-mail
Qui, 29 de Abril de 2010 17:08

 

ORIENTAÇÕES

O Direito Canônico recomenda que a celebração do matrimônio cristão seja feita com alegria, simplicidade e beleza, realçando-se os valores cristãos da Liturgia e da vida familiar.

No seu dever de zelar pela Liturgia e para evitar abusos com o sacramento e no uso de suas atribuições e responsabilidades, a Catedral de Nossa Senhora do Desterro segue o Direito Canônico e as Normas Diocesanas, a partir dos quais estabeleceu o regulamento que segue abaixo.

 

  1. Casamento civil

O casamento civil é obrigatório. Deverá ser realizado dias antes ou, no máximo, no dia do matrimônio na Igreja, a não ser quando o casamento religioso tenha efeito civil. É necessário agenda-lo no Cartório com no mínimo três meses de antecedência.

  1. Reserva de data no religioso e pagamentos

O Processo Matrimonial deve ser iniciado com antecedência de pelo menos três meses. Inicia-se na secretaria com o preenchimento dos dados informativos.

As reservas de datas só podem ser feitas pessoalmente pelos noivos. Não serão agendados pedidos feitos por terceiros – pais, promoters, cerimoniários profissionais ou representantes de empresas que organizam eventos.

Ao reservar a data do casamento na Catedral é necessário contribuir:

    1. Com um salário mínimo vigente para as despesas do processo administrativo
    2. Com mais meio salário mínimo vigente se houver transferência de outra paróquia.
  1. Haverá reunião de todos os noivos e noivas que se casarão no mesmo mês com uma equipe de celebração para acertar detalhes dos casamentos.

  2. Celebrante

    1. Para o casamento na Igreja, quando o padre ou o diácono não pertencerem à Catedral, é necessário que peçam a delegação ao pároco da Catedral, por carta, com pelo menos um mês de antecedência.
    2. Durante a celebração, devem se ater ao Rito do Matrimônio, segundo às Normas da Igreja e orientações da Cúria, respeitando o tempo que não deve ser superior a 40 minutos.
    3. Por orientação do Bispo Diocesano, com o sentido de não se banalizar a Celebração Eucarística, a Catedral evita dar a comunhão aos noivos.
  1. Pontualidade
    1. Quando houver atrasos para a celebração do casamento, especialmente nos sábados à tarde, a Catedral terá o direito de proibir os cumprimentos aos padrinhos no interior da igreja.
    2. No caso de atrasos excessivos, por qualquer motivo, a Catedral poderá até transferir o casamento a outro horário para depois dos casamentos que venham em seguida.

  2. Padrinhos e madrinhas
    1. O número de padrinhos e madrinhas poderá ser de no máximo cinco casais para cada um dos noivos, mais os seus pais.
    2. Pais e padrinhos devem chegar com antecedência de 15 minutos.
    3. Estar em situação matrimonial regular (ser casados na Igreja) ou se forem solteiros serem maiores de 21 anos.
    4. Uma testemunha do noivo e uma da noiva devem assinar a Ata do Casamento, antes da celebração, na Sala de Acolhimento.
  3. Ornamentação
    1. Serão permitidos somente seis arranjos de flores naturais no Presbitério, que não devem evitar exageros;
    2. Uma vez colocados, os arranjos não poderão ser retirados após o casamento;
    3. É proibida a colocação de qualquer tipo de flor ou outro tipo de objeto de decoração no altar da Catedral ou no Presbitério
    4. É proibida a colocação de vasos de flores ou qualquer outro tipo de objeto de decoração no início e no final dos blocos de bancos da Catedral.
    5. É expressamente proibida a modificação da posição dos bancos da Catedral.
    6. A Catedral oferece uma passadeira vermelha para o corredor central. É proibida o a colocação de qualquer outro tipo de passadeira ou objetods de decoração, nessa área.
  4. Fotografia e filmagem

Pede-se a fotógrafos e filmadores:

    1. Que sejam discretos em seu trabalho;
    2. Que não transitem na frente do celebrante passando entre ele e os noivos durante a celebração;
    3. Que evitem qualquer tipo de movimentação durante a leitura da Palavra de Deus e a Pregação.
    4. Que não coloquem qualquer tipo de objeto sobre o altar.
    5. A Catedral possui iluminação adequada e, portanto, não autoriza o uso de sua energia para a ligação de spots, holofotes ou qualquer outro acessório de iluminação.
  1. Músicas na celebração
    1. A música, na celebração do casamento, deve ter caráter litúrgico para ser adequada ao momento sagrado da celebração.
    2. Músicas de serestas, temas de filmes ou novelas, músicas românticas que não se relacionam com o momento sagrado devem ser evitadas.
    3. Quando o salmo de resposta for cantado, o salmista deverá usar, preferencialmente, a Mesa da Palavra.
    4. É proibido o uso das caixas de som da Catedral pelos músicos contratados pelos noivos. Eles devem usar equipamento próprio.
    5. Nos momentos em que houver outros cânticos, como a Ave Maria ou músicas de acolhimento e despedida aos padrinhos, o cantor solista deverá usar o espaço próprio reservado para tanto. É proibido cantar do espaço reservado no presbitério, especialmente na área sagrada do altar.
  2. Damas de honra
    1. Quando houver dama (s) de honra ela (s) deve (m) entrar logo após o cortejo dos padrinhos e noivo, precedendo a noiva, antes do início do Rito Matrimonial.
    2. Na Catedral, é vetada a entrada da dama com as alianças durante a execução do Rito, por razões de ordem litúrgica.
  3. Acesso
    1. Todas as celebrações, na Igreja, têm caráter público. Razão pela qual em nenhum casamento será autorizado o fechamento das portas para os fiéis católicos que desejarem assistir a cerimônia.
    2. A entrada da noiva será pela porta principal que dá acesso ao corredor central.
    3. Padrinhos, madrinhas e pais entram em procissão, em momento que precede o início do rito, pelo corredor central, permanecendo fechada a porta principal.
    4. As damas de honra devem entrar pelo mesmo corredor.
    5. A saída dos noivos será por uma das portas laterais, quando houver outro casamento em seguida.
  4. Estacionamento
    1. O estacionamento da Catedral, do lado da Rua do Rosário, é privativo de bispos, padres e diáconos, devidamente autorizados pela Secretaria Municipal de Transportes (Setransp) sob risco de multa e até guinchamento. Poderá ser utilizado, eventualmente, só para o desembarque de gestantes, idosos e pessoas deficientes.
    2. Os serviços contratados pelos noivos (fotografia, filmagem, música, ornamentação etc.) poderão usar o estacionamento ao lado da Igreja que fica na Rua Barão de Jundiaí.

 

Banner